Istanbul Day 2

Fiquei super feliz ao ver que vocês, assim como eu, ficaram deslumbrados com a cidade de Istambul. E vejam só... A viagem está apenas começando! No segundo dia não contamos com a ajuda de Gonca para desbravar os pontos históricos, por isso escolhemos um programa que o mundo inteiro sabe fazer em um só idioma: compras! Percebi que os turcos fazem jus à fama de excepcionais comerciantes - e como! A arte de negociar vem de muitos anos, desde quando o estreito de Bósforo consagrava o início de um dos principais pontos de comércio da história.

Saindo do hotel, pegamos um taxi direto para o Bazar Egípcio, ou Bazar de Especiarias. Antes de adentrar os longos corredores do bazar, fomos convencidas pelo chamado dos minaretes a conhecer mais uma mesquita, a Yeni. Ficamos alguns minutos ali, na área reservada aos turistas, observando as orações daquele povo tão interessante... Todos curvados na direção de Meca: a cidade mais sagrada do mundo para os muçulmanos.

Assim que entrei no Bazar de Especiarias, dois pensamentos foram instantâneos: confusão de gente e um cheiro delicioso de doces e temperos diferentes. O Spice Bazaar não é grande se comparado aos outros; tem apenas dois corredores e cerca de 100 lojas, o que de forma alguma o deixa menos interessante. Foi um dos lugares que eu mais amei... Fiquei envolvida pelo clima animado, comerciantes dedicados e o festival de cores, cheiros e sabores! Um passeio delicioso, para os olhos e, principalmente, para o paladar!

istanbul.jpg
IMG_5857.jpg

Logo os vendedores da Bosphorus, primeira loja que entramos, chamaram a nossa atenção. Eles fazem de tudo para vender... Tentam adivinhar nosso país, conversam em Espanhol e até arranham o Português. Entrou, vai experimentar! Eles te oferecem uma overdose de temperos, especiarias, sementes, frutas secas, chás, castanhas e as famosas turkish delights... Deliciosas! Saímos dali com boa parte da mala já preenchida por comida! Mas não são apenas as especiarias turcas que encantam os visitantes do Bazar Egípcio! As famosas pashminas, acessórios e cerâmicas locais também lotam as vitrines... A variedade é surpreendente, mas minha vontade era de levar absolutamente tudo!

Depois de muitas horas dedicadas às compras e pechinchas (lá são quase obrigatórias nos bazares!), mais uma vez atravessamos a ponte de Gálata... Hoje era dia de assistir o lindo pôr do sol de lá e, depois de anoitecer, subir até o alto da torre que leva o mesmo nome. Se os pescadores incansáveis de Istambul permanecem dia e noite na parte de cima da ponte, sobre ela estão os restaurantes de frutos do mar e, é claro, os tradicionais sanduíches de peixe, BALIK (peixe) EKMEK (pão), famosos na culinária turca.

Logo depois de anoitecer, subimos até o topo da Torre de Gálata, uma das mais antigas e importantes do mundo, construída durante o Império Bizantino, por volta do ano 507. Já sofreu diversas desconstruções e reconstruções, mas continua linda... E a vista lá de cima, nem me atrevo a descrever. Melhor deixar as fotos falarem por mim...

 O clima a essa hora já estava super frio... Perfeito para um café aconchegante e muito chocolate quente!

Foi só chegar no hotel para a vontade de sair aparecer de novo! Nem trocamos de roupa para aproveitar a dica de uma leitora do blog, o restaurante Babylonia, na deliciosa Akbiyik Caddesi, cheia de muitos outros lugares incríveis.

Não podia faltar "fried calamari" em todas as refeições! Essa, sem dúvidas, foi a mais gostosa de toda a viagem! Depois do jantar, experimentamos o Narguilé, que todo mundo fuma por lá. A essência era bem gostosa, de maça, e nos divertimos muito com as fotos tentando fazer fumaça!

See you soon, in Istanbul!