Don't Stop This Train

Um dia desses eu reinseri na minha playlist uma música que amo muito. Impressionante como, mesmo depois de muito tempo sem nenhum contato, as músicas que já nos tocaram sempre tocam um acorde que faz a gente sentir tudo de novo. A música se chama "Stop This Train", e é do John Mayer. 

"Stop This Train" é um apelo ao tempo. Acho que todo mundo, ao menos algumas vezes na vida, já pediu pra ele parar. Assusta, sabe? Acontece. Nesses últimos meses a minha mãe transformou as nossas fitas cassete em DVD e foi surreal assistir. Fiquei pensando que a nossa geração deve ser uma das primeiras a se ver, não ao vivo, mas a cores, ser criança. Me fez sentir a vida acontecendo. Ao assistir todos aqueles momentos, eu não vivi, mas senti alguns pela primeira vez.

IMG_7227.jpg

Já nasci com um canto de nostalgia no peito. Até pouco tempo atrás era uma delícia fazer aniversário, hoje ando me assustando um pouco. Tenho medo de cenários, contextos e personagens perfeitos, indo embora. Como assim eles partem sem dizer aonde vão? Sem nos dar a chance de dizer que "não, ainda não vivi o suficiente com você". Mas quem é que vai viver? Por culpa do tempo, o suficiente é feito de momentos. E é assim que a gente aprende a amar.

Sabe; os dias em um ano parecem muitos, mas quantos foram os que eternizamos? Sentimos o privilégio de estarmos vivos quando percebemos que a vida nos dá muitos dias, mas nunca os mesmos. Eternizar é abraçar momentos com todo o sentimento que merecem. É parar e perceber que, em um exato instante, ninguém poderia ser mais feliz do que você. É agradecer. Transbordar risos e lágrimas que contam ao seu mundo o que aconteceu. Eternizar é conhecer o seu eu. Dançar aquela música preferida e olhar pra vida com respeito e delicadeza. Transformar um instante qualquer em lembrança, cuidar com carinho de quem te viu criança, e hoje é mais frágil que você.

Um dia a gente passa a entender. Não dá pra "parar o trem", mas ele sempre acaba passando depressa demais, quando se olha pra trás. Hoje eu guardo uma saudade gigante de todos os dias pelos quais o trem já passou. Guardo também no peito a certeza de que nada é perfeito, porque se fosse não haveria história. Sinto saudade, mas mais forte é a vontade. Preciso estar no trem, pra viver ainda um "tanto" que nem cabe em uma expressão. Preciso desse monte de emoção que ainda está guardado para mim. Então, que seja assim... Pode passar, trem. Não vou pedir para você parar. Vou eternizar alguns olhares, e me deixar levar. Serei um conjunto de instantes guardados por onde quer que eu vá. E será eterno, o que for amor.

IMG_7228.jpg