Sobre o que a gente é quando cresce. Lifestyle
28 JANEIRO. 2015
40 COMENTÁRIOS

Já faz tempo quando, com meus 10 anos de idade, eu disse que seria veterinária quando crescesse. Os animais eram o que eu mais amava no mundo. Acabei desistindo pois não gostava da idéia de operar os bichinhos, e sabia que alguém faria o trabalho muito melhor do que eu. Jornalismo, advocacia e publicidade foram as outras carreiras que já me passaram pela cabeça. Nunca tive certeza sobre nenhuma delas. Difícil escolher o que a gente quer fazer para “ganhar a vida”. Mais difícil ainda: ter coragem para fugir ao que  acham que “devemos” fazer da nossa vida.

Hoje, aos 23 anos, se você me perguntar o que me trouxe até aqui, terei que pensar por bons instantes. Os meus diários da infância, a paixão por fotografia, a mania de querer viver os meus sonhos… Ou talvez uma seqüência de fatos arranjados pelas pessoas, lugares e experiências que me tocaram a alma, daquele jeito que a gente sabe que não pode dar errado.

Não me lembro de ter respondido nenhum dos questionários cheios de possibilidades “do que você quer ser quando crescer”. Os sonhos não cabiam na resposta, e ainda faltava muito para ser crescida. Eu sabia que queria ter um trabalho que me fizesse feliz, viajar o mundo e ter uma agenda lotada – e organizada – de compromissos. Eu queria ser importante, e só depois descobri que a única coisa que importava viria com o tempo: experiência.

A gente tem essa mania de querer ter tudo resolvido antes do tempo. Achamos que a descoberta do que amamos será o fim de nossas buscas, quando na verdade é apenas o começo de nossas aventuras. Ninguém deveria ter que saber o que quer ser quando crescer… Na minha opinião, quem tem a resposta é a vida. À nós só cabe experimentar – do jeito mais gostoso possível.

Se eu soubesse desde o princípio o que fazer com o meu tempo, certamente o caminho seria mais curto e muito menos surpreendente, empolgante e prazeroso. Eu tive medo, e entendi que se preocupar demais é centralizar a energia no que a gente não quer que aconteça. Duvidei do que eu poderia ser, mas os resultados me mostraram que eu só precisava fazer e acreditar para ter o que queria. A determinação é muito diferente da prepotência. Você reconhece seu valor, percebe que é o único responsável na busca de seus desejos e cresce com humildade.

Desktop9

Alguns dias você olha para trás e é engraçado pensar que você não sabia, mas nasceu para ser o que é. Não existe tempo certo para isso, pois a gente só atrai o que está pronto para viver. É como buscar um amor, que só vai nos encontrar quando estivermos distraídos. Eu ainda consigo me ver há um ano atrás, um pouco perdida nos objetivos da minha vida, sem saber o que fazer com o meu tempo. Não imaginava que hoje não teria tempo para pensar nisso. A realização me consome, e empreender é o que me realiza.

E você, tem sonhado com o que? Talvez possa lhe servir um pouco do que aprendi, quando digo: não se aflija. Comece, tente, experimente, faça o novo. Não se compare com os outros, pois ninguém foi único tentando se espelhar no resto do mundo. Acrescente o que deu errado ao seu potencial e experiência. Faça o que você ama, e não o que você acha que deveria amar. Paixão é essência e a gente não escolhe.

Tento não me esquecer de curtir o meu presente, que passa tão rápido quando a gente só quer mais. Sonhar é sempre bom, mas mais gostoso ainda é viver a realidade que a gente sempre quis. É crescer querendo ser cada vez mais o que, hoje, somos.

Ps: Deixem as perguntas para a volta do #askmeanything nos comentários!

My Blog is My Job Lifestyle
18 JUNHO. 2014
92 COMENTÁRIOS

Processed with VSCOcam with s3 preset Processed with VSCOcam with f2 preset

Esse é um post que vocês vão gostar. Na verdade, não sei porque ainda não tinha escrito sobre isso antes… A minha vida de blog! Quase todo mundo que me pergunta o que eu faço e escuta “eu tenho um blog” faz cara de espanto… Logo depois costumo dizer “e também faço faculdade de direito” e a expressão fica mais aliviada, tipo “ah, bem!”. Eu sei, é estranho mesmo… Tudo aconteceu muito de repente e, realmente, a quantidade de blogueiras e aspirantes é assustadora, pra não dizer gigantesca.

Mas não quero lhes falar sobre a rotina das blogueiras, o que elas fazem, como ganham dinheiro, porque juro, eu não sei! Todo mundo é diferente, por isso falo só por mim, simples assim. Não gosto de me intitular blogueira, acho trivial demais. Prefiro o termo “empreendedora” que, segundo o dicionário, representa alguém que se aventura a realizar coisas fora do comum, inovadoras e criativas. E foi o que eu fiz: não encontrei o meu emprego dos sonhos e, por isso, precisei cria-lo.

Nunca trabalhei para nenhuma empresa, porque tenho idéias que não costumo limitar. Acho que não daria certo, sabe? Se minha chefe me diz que fica melhor daquele jeito, e eu acho que fica melhor do outro, não vou fazer o trabalho com o mesmo amor. Por isso pensei que, criando o meu, eu faria melhor… E assim descobri que deveria adotar o empreendedorismo como profissão… E por que não? É como neste quote, que eu adoro:

9bda51f27d9bf30f51d72c4e2c5eee17

“Se você não construir seus sonhos, alguém irá te contratar para ajudar a construir o dele”

Mas não foi fácil me encontrar, não mesmo… Faço faculdade de direito e não me arrependo, já até cogitei fazer concurso e viver disso, hoje nem penso! Tenho plena consciência de que serei feliz vivendo o que eu faço, criando o meu espaço, trabalhando com o que deixa a minha alma brilhando. Não faço idéia do que vai acontecer, tenho muitos projetos, alguns em prática e outros nos sonhos, mas, por não olhar para trás, sei que estou no meu caminho. Acho que não existe caminho certo, sabe? É perda de tempo querer trilhar o caminho do sucesso de outra pessoa quando você deveria estar construindo o seu.

Como tudo na vida, ser uma “empreendedora” tem seus prós e contras. É ótimo fazer o seu próprio horário de trabalho, mas ele requer muita, muita disciplina. Quem trabalha de 8h às 17h sai do escritório e pode pensar em qualquer coisa… Já o blog não sai da minha cabeça, 24 horas por dia, 7 dias por semana. Não tem hora, mas também não tem “férias”. São muitas partes da minha vida que eu mostro aqui, e elas não pausam nunca.

O dinheiro? É relativo. Um mês pode ser bom, o outro péssimo, você nunca sabe. É difícil trabalhar com o que nem todos conhecem e reconhecem. E, sim, prefiro recusar um trabalho a ganhar por algo que não me agrade… Me ensinaram que nada pode pagar pela credibilidade: a gente constrói. Também fui ensinada a fazer acontecer: não está feliz? Mude! Solução para drama sempre foi bronca (obrigada, mãe!).

Eu tenho o meu blog, que ainda é pequeno, mas é tão meu. Nada me faz mais feliz do que um comentário de vocês, que conseguem entender e captar tudo o que eu tenho para mostrar. É claro que a minha vida não é só o que mostro aqui… Não se iludam com o glamour, comparando holofotes com bastidores. Eu posto o que gosto, o que me encanta, o que descubro por aqui ou pelo mundo. Eu compartilho o que pode arrancar sorrisos, trazer amigos e inspirações. Com vocês, eu divido as minhas paixões, e não conheço melhor forma de trabalhar.

Obrigada por tornarem isso possível!

E você, já pensou no que te faz feliz? Fala ai gente!

STYLE IS WHERE YOU ARE Estilo
04 FEVEREIRO. 2014
18 COMENTÁRIOS

“Não quero a moda para mandar em mim. Quero é me libertar da moda. Quero é convidar a moda a se vestir de mim.” – Cris Guerra.

A moda tem dessas coisas… Um dia a gente acorda diferente do outro e acaba se vestindo diferente também. Por isso é tão difícil (impossível!) definir o próprio estilo. Definir limita, e todo mundo sabe que não existem limites para a criatividade. O meu estilo é uma mistura de vários sentimentos, desejos e… Lugares! Tudo ao meu redor pode ser inspirador, mas nada aguça mais a minha sensibilidade do que viajar. Andei pensando nisso um dia desses e, ao olhar as diversas fotos que ilustram a parede da escrivaninha, percebi claramente que eu sou “muitas em uma só”. A moda me permite mudar sempre, mas sem perder a minha essência.

IMG_0474

Eu não me imagino tendo os mesmos gostos e preferências durante uma vida inteira. É preciso renovar e experimentar… É o que faz a gente se gostar sempre, de um jeito ou de outro. É sentir e refletir a alma nas suas escolhas, criar histórias. Quem gosta de se vestir, sabe o prazer que esta liberdade nos proporciona… Você pode ser o que quiser!

travel

Dos lugares que já visitei, trouxe um pouco deles dentro de mim. O meu jeito de vestir carrega muitas experiências…

Sem Título-2

Não sei se foi a tradição, diversidade, arte ou a peculiar história daquela cidade… A verdade é que me apaixonei por Londres no dia em que a conheci, com apenas 13 anos de idade. Viajar e conhecer lugares novos é uma delícia, mas preciso confessar: voltar a Londres é melhor ainda! A moda em Londres é autêntica, eclética, exala atitude e personalidade nas ruas e na arte. Foi por isso que a escolhi como destino quando passei o último mês de julho cursando “Fashion Image”, no Istituto Marangoni. Lá eu vestia peças descoladas e cheias de atitude, gostava da pegada “we don’t care” das meninas londrinhas. Londres deixou em mim um estilo eclético, o gosto pelas peças de cores mais escuras e infinitas aquisições na Topshop, heheh!

06072013-IMG_0313

680

Eu descobri que a Califórnia é “a minha cara!”. Todo mundo curte o boho-chic, a pele bronzeada e os cabelos soltos e bagunçados de propósito. Aquela mistura hippie x patricinhas de Beverly Hills é muito bacana e me conquistou de primeira, tanto que depois de voltar não tiro mais da cabeça que quero morar lá!  As californianas esbanjam estilo… São chiques e sofisticadas, mas esportistas e casuais ao mesmo tempo. Todo mundo quer ter um pouco do “california-style”.

IMG_0063

Sem Título-1

Aprendi muito sobre o estilo da parisiense depois de ler o delicioso livro de Inès de la Fressange. Foi quando entendi o significado de “je ne sais quoi”: o charme inexplicável de uma mulher. A parisiense conhece a arte de combinar peças específicas à autoconfiança e elegância natural de uma mulher, o que, ao meu ver, faz toda a diferença. Ela tem um jeito muito mais charmoso de mostrar que é uma moça antenada… Ao invés de optar por um só look que reúna todas as tendências do momento, a parisiense prefere usar um pequeno detalhe que acompanhe a moda e combine com o seu estilo e sua personalidade.

Lembro que no dia em que tirei esta foto, estreei a minha recém adquirida sapatilha da Chanel, no Bon Marché. Não poderia escolher uma produção diferente: clássica, chique, delicada e charmosa, como Paris.

25072013-IMG_4955

Sem Título-1

Também conhecido como o “paraíso na terra”, Trancoso só atribui uma “regra” aos seus visitantes: pés no chão! Na hora de curtir a natureza, não tem nada mais gostoso do que uma boa havaiana, short jeans e batinhas bem confortáveis. Experimente se vestir assim e o seu corpo vai responder imediatamente: estou de férias! Gosto dos tons quentes e bem vivos para me vestir no calor da praia… Sorte a nossa que por lá é verão quase o ano inteiro.

13102013-IMG_9814

 

Sem Título-1

 

Firenze é a cidade mais romântica que eu já conheci. Sua história é marcada pelo esplendor da arte e cultura, repleta das catedrais mais bonitas do mundo, assim como palácios, vilas e jardins fascinantes. Na moda, romantismo é vestido, flor ou renda; e na Itália eu não conseguia pensar em outra coisa. Levei o meu vestido de flores rendadas e ainda aproveitei para usar chapéu. Mais feminina, impossível!

IMG_6967

Perceberam como o modo como nos vestimos reflete nossos desejos e sentimentos? É uma experiência fascinante conhecer tantos lugares do mundo e carregar uma bagagem de diferentes estilos que, juntos, inventam e reinventam as nossas escolhas. Eu adoraria saber algumas das histórias de vocês… Já se inspiraram pelo mundo?

Mil beijos!

A Música do Dia Lifestyle
03 OUTUBRO. 2013
6 COMENTÁRIOS

Música nos faz tão bem, né? Eu não me imagino viver um dia sem escutar ao menos uma melodia… Pode ser no carro, pode ser música velha, bossa nova, música nova… Cada um sabe a música que traz alegria, que muda o dia, que fala um pouco pela gente e do que todo mundo sente.

Nessa semana descobri um tumblr e estou totalmente viciada nele. Entro, leio, releio, escuto, me inspiro e volto a viver o dia com alguns sorrisos a mais. Por isso decidi compartilha-lo aqui, com vocês! Vivemos com pressa e as vezes nos esquecemos de admirar o que é bonito, de olhar para tudo e todos com um pouco mais de carinho… Gosto de me inspirar com tantas coisas, mas talvez a música seja a mais inspiradora de todas. Quem nunca ouviu um trecho que parecia ter sido escrito para si? É tão bom se identificar e, vai saber, contar um pouquinho do que a gente sente através da letra da música escrita por outra pessoa…

Escolhe aí a sua música do dia e vai viver com um pouquinho mais de alegria!

tumblr_msf5m7TlTp1s9ezyfo1_400Pasta Sem Título8 tumblr_msf5qhzPGC1s9ezyfo1_400Pasta Sem Título9 tumblr_msqj0gL5lq1s9ezyfo1_400Pasta Sem Título10 tumblr_mtjoqpCX731s9ezyfo1_400Pasta Sem Título11 tumblr_mtwihr9Ne31s9ezyfo1_400Pasta Sem Título12

Tem muito mais aqui: a-musica-do-dia.tumblr.com

Mil beijos!