ask me anything: A marca Luisa Meirelles Dicas
23 JUNHO. 2016
8 COMENTÁRIOS

Queria compartilhar um vídeo novo com vocês e gravei respostas às perguntas mais frequentes sobre a marca! Elas envolvem a minha rotina, algumas dificuldades, certas partes mais específicas do processo de criação e produção de uma coleção de moda, etc. Tenho certeza de que a minha experiência ainda é pequena comparada ao vasto mundo de marcas e empreendimentos deste ramo, mas sempre me sinto – muito – feliz em compartilhar algo com vocês. Espero que gostem!

Beijos,

Luisa.

Empreendendo e Aprendendo Dicas
05 MAIO. 2015
24 COMENTÁRIOS

Vocês já devem ter notado o meu vasto interesse pelo empreendedorismo, pois recentemente tem sido difícil falar de algum assunto que não pertença a este mundo. Minha última escolha de leitura também despertou a vontade de escrever e compartilhar com vocês um pouco do que aprendi com a marca, ao longo destes poucos meses. A Bel Pesce, que inspirou este post, já escreveu dois livros incríveis e indispensáveis a todo empreendedor. Ela até disponibilizou suas obras de linguagem fácil e objetiva para download, então antes de começar a relatar o que mais me chamou a atenção nos livros, aconselho que você os leia também.

Eu devorei “A Menina do Vale 2” durante um vôo que não durou mais do que uma hora e meia. Ainda deu tempo de anotar os tópicos que considerei mais interessantes e valiosos! São estes que, acrescentando um bocado da minha opinião própria, compartilho agora com vocês:

1) Discrição e humildade fazem as conquistas bonitas

Não existe nada mais gostoso do que reconhecer e celebrar uma vitória, principalmente quando só a gente sabe o quanto trabalhou para conquista-la. Porém, o mais importante nestas horas é não se vangloriar demais de seus triunfos. A verdadeira elegância sempre vem daqueles que não fazem questão de serem notados. Não é muito agradável conversar com gente que alimenta o ego e faz questão de ressaltar todas as suas virtudes… Cansa! Muito mais encantador é deixar que as pessoas descubram em seu próprio tempo o que você faz de especial. Saiba o momento de se levantar e falar, e o de sentar e ouvir. A humildade é a parte mais bonita em todas as conquistas.

post

2) Anote suas idéias e pensamentos

Eu sempre me perco no que faço. As vezes, fico tão empolgada com várias coisas ao mesmo tempo, que no final não consigo lembrar perfeitamente de nenhuma delas. Aprendi a escrever, listar, criar lembretes, projetos e, quem diria, planilhas (mentira, estas o Flávio faz para mim, rs!). Simplesmente não conseguiria trabalhar com qualidade se não fosse desta forma. Tenho um calendário na escrivaninha do quarto onde anoto tudo o que quero fazer no dia seguinte, e alguns cadernos onde escrevo idéias aleatórias para todos os tipos de projetos. A gente sempre pensa que vai lembrar de tudo, mas é praticamente impossível quando se tem tanta informação acumulada. Além de relembrar o que você esqueceu, ao ler as anotações prévias, você pode acabar tendo uma outra percepção do que foi escrito.

a0332f5fd3c6e4bf368e4ba86953248e

3) Vida Pessoal x Profissional

É uma questão que sempre me intrigou, essa da vida pessoal e profissional. Neste capítulo do livro, a Bel faz uma observação ótima, e que tem muito sentido para mim. Certos trabalhos não exigem que a sua vida pessoal seja envolvida: você cumpre o que precisa e quando sai do ambiente profissional vive em um mundo diferente. Não é assim com o empreendedorismo: você vive aquilo. Sempre me disseram que, para ter sucesso em sua carreira como empreendedor, o primeiro requisito é ser completamente apaixonado pelo que se faz. Hoje entendo o porquê.

Você terá que abdicar de férias, viagens e feriados. Mesmo que esteja viajando, dificilmente vai conseguir deixar de pensar na sua empresa. A questão é que, se você ama algo o suficiente para se dedicar por inteiro, não vai se importar com o que deixará de fazer, mas se sentirá muito mais completo, por fazer o que realmente te encanta. Quando penso que, por um bom tempo, não poderei tirar mais longos períodos de “férias” para viajar o mundo ou fazer cursos, lembro que o meu principal propósito nestas viagens era me conhecer, a fim de descobrir o que eu gostaria de fazer. Tudo me trouxe até aqui. Esteja certo de que os seus objetivos profissionais e pessoais vão sempre andar juntos.

4) Empreender é para os fortes

A mais pura verdade. É preciso força, paciência e muita maturidade para criar e gerenciar uma empresa, e certas características a gente só adquire com o tempo. A minha marca existe há 5 meses, e nesse tempo eu tive que aprender – na marra – a segurar a barra, não dar piti, dramatizar ou deixar para depois o que pode – e precisa! – ser feito hoje. A gente passa a maior parte do tempo resolvendo problemas: o fornecedor que atrasou, o preço que aumentou, o tecido que acabou no estoque, o checkout do e-commerce que não consegue finalizar a compra (isso me mata).

Faz parte, e sempre vai fazer. A única diferença é que, como a minha equipe costuma dizer, na próxima coleção os problemas serão diferentes e nós seremos mais experientes. É claro que existem os momentos cheios de romance, criatividade e muita, muita empolgação e felicidade… Mas o backstage é uma loucura. Estou certa de que ainda tenho uma infinidade de experiências a viver, e o meu maior desejo é aprender com todas. Ainda bem que aqui a gente gosta mesmo é de emoção, rs!

post3

5) Saiba ouvir o que os outros tem a dizer sobre você

Sempre queremos saber o que dizem da gente, mas deveríamos entender que é impossível escutar apenas opiniões positivas. O feedback tem importância enorme e pode lhe trazer informações e sugestões muito valiosas. Nunca discuta com alguém que tem uma crítica a fazer sobre o seu trabalho. Apenas escute, reflita, agradeça e decida. Você não precisa se sentir mal com você mesmo sempre que receber uma crítica construtiva… Aprenda a usa-la como ferramenta para chegar mais perto de seus objetivos! Não adianta levar para o lado pessoal ou se irritar com o que alguém disse. Provavelmente esta pessoa teve um motivo, e cabe a você decidir se pode lhe beneficiar de alguma forma.

6) Confie no seu potencial

Jamais duvide de você mesma. Uma mente perturbada pela dúvida não consegue focar no caminho do sucesso, e desperdiça um tempo valioso com pensamentos que não ajudam. É normal ter certas inseguranças, mas você não pode permitir que estas controlem as suas atitudes. É preciso acreditar com alma, mente e coração… Se você não o fizer, ninguém fará por você. Invista no seu potencial, aposte nas suas escolhas e intuições, pois sempre vale a pena. É grande a responsabilidade de gerenciar projetos e tomar decisões que podem definir o futuro da sua empresa e, neste momento, é bom ter por perto parceiros e pessoas que oferecem apoio e lhe acrescentam, em todos os sentidos. Se der medo, faça do mesmo jeito… Sempre digo a mim mesma: o máximo que pode acontecer, é você ter que tentar de novo.

post2

7) Fuja da vaidade

As vezes paro pra pensar no que as redes sociais fazem com a gente. Sem dúvidas, provocam essa satisfação momentânea, o conforto da aprovação e, se assim posso dizer, o “sucesso efêmero”. Na realidade, estes números podem não significar tanto assim. Não é possível mensurar o valor de uma marca pela quantidade de likes que recebe, ou até a popularidade de um site pelo seu número de acessos. As métricas virtuais se limitam onde surge a pessoalidade, e esta, sim, sempre será o meu maior propósito. Há leitores e seguidores que valem por 1000, porque mostram aos melhores amigos o seu trabalho e, mesmo que de longe, vibram com as suas conquistas. Posso afirmar com toda a certeza do mundo que há muito carinho nesta relação.

É o mesmo para empresas e clientes, e acredito que a conquista deve acontecer com o tempo… Uma empresa que sabe definir os seus valores e princípios essenciais e, principalmente, se compromete a segui-los, acaba criando uma relação íntima e duradoura com clientes engajados. Não se iluda com números que não te levarão a lugar algum. Muito mais importante do que a imagem que o resto do mundo vê, é o que você sabe que acontece com o seu negócio. “Likes” e visualizações nunca vão superar pessoas e suas relações.

Beijos e boa sorte, rs!

Luisa.

ps: curtiram o post? Quem quiser sugerir tópicos ou, ainda, acrescentar algo a este conteúdo, será sempre muito bem-vindo!