Que tipo de viajante é você? Viagem
21 OUTUBRO. 2014
30 COMENTÁRIOS

Viajar pode ser a melhor parte da vida, ou ao menos aquela em que você permite se perder só para se descobrir quantas vezes quiser. Alguns viajam para conhecer lugares novos, experimentar aventuras ou conhecer culturas diferentes. Outros viajam pelo prazer de voltar ao lugar preferido, encontrar um amigo ou descansar. Tem até gente que viaja sem data para voltar. Viajamos pelo romance, pela arquitetura, pela aventura… Mas viajamos, pois todos precisamos. E você, viaja para que? Faça o teste e descubra a qual categoria de viajantes você pertence!

Ps: Não consegui dispor as imagens ao lado das perguntas, por isso quando a nova pergunta surgir, é só descer a tela até a imagem correspondente e responder, ok?

Clique em "next" para começar o teste e descobrir que tipo de viajante você é!



Se você ganhasse uma passagem para qualquer destino, qual destes escolheria?
Qual destas atividades tem mais a ver com você?
O que não pode faltar na sua mala de viagem?
Qual das fotos poderia ser sua durante uma viagem?
Para você, qual a companhia perfeita para viajar?


Primeira pergunta: Se você ganhasse uma passagem para qualquer destino, qual destes escolheria?

lugar

Segunda pergunta: Qual destas atividades tem mais a ver com você?Atividade

 

Terceira pergunta: O que não pode faltar na sua mala de viagem?

mala

 

Quarta pergunta: Qual das fotos poderia ser sua durante uma viagem?fotos

Quinta pergunta: Para você, qual a companhia perfeita para viajar?

companhia

Se você marcou mais vezes o número 1, você é uma viajante aventureira. Está sempre em busca de novos desafios: a melhor praia para surfar, trilhas inexploradas, barreiras de corais incríveis para mergulho, escalada ou bungee jumping. Você é viciada em adrenalina e tem alergia a rotina: haja ritmo para ser sua companheira de viagem! Seus destinos dos sonhos são lugares como a Nova Zelândia, Indonésia, Marrocos ou os Alpes Suíços. Parabéns por amar a natureza e escolher seus destinos com base nos lugares onde ela é mais bela. Veja o que o Steal The Look separou para você levar na mala aqui!

Se você marcou mais vezes o número 2, você é uma viajante consumista e conectada. Você não se importa em passar um dia de viagem conferindo as promoções das lojas de departamento, e quando avista uma Forever XXI parece estar no paraíso.  Toda a preparação é feita para a jornada de consumo, sem falar no planejamento das roupas de todos os dias. As fotos das suas viagens podem ser facilmente confundidas com editoriais de moda. Seus destinos dos sonhos são lugares como New York, Paris, Londres ou Miami. A pergunta que você já aprendeu em todas as linguas: qual a senha do wi-fi? Veja o que o Steal The Look separou para você levar na mala aqui!

Se você marcou mais vezes o número 3, você é uma viajante zen. Para você, viagem é sinônimo de descanso e os “momentos preguiça” devem ser muito bem aproveitados. Vale pagar caro em uma passagem só pra ficar do outro lado do mundo com o celular desligado, sem hora para acordar ou alguém te azucrinando o tempo inteiro. Você não curte fazer turismo típico, passar horas comprando ou visitando museus: prefere pegar sol, passar a tarde em um café bebendo vinho ou lendo em um lugar tranquilo. Seus destinos dos sonhos são lugares como as ilhas Maldivas, a Grécia, Jordânia ou o Japão, já que uma temporada no templo budista cairia muito bem. Veja o que o Steal The Look separou para você levar na mala aqui!

Se você marcou mais vezes o número 4, você é uma viajante alternativa. As suas viagens fogem do óbvio e as programações sempre excêntricas e inusitadas surpreendem: pouca gente sabe viajar assim. Prefere manter o clima intimista e guardar as fotos e lembranças só para você, já que compartilha-las nas redes sociais pode ser um vestígio de necessidade de comprovação da felicidade, além da possibilidade de uma rede hoteleira descobrir aquela praia só sua. Solitária? Nunca! Você encontra as companhias no caminho e busca uma experiência cultural profunda toda vez que sai de casa. Seus destinos dos sonhos são lugares como Machu Picchu, Tibet, Cuba, Vietnã ou qualquer lugar onde você possa levar sua mochila. Veja o que o Steal The Look separou para você levar na mala aqui!

Se você marcou mais vezes o número 5, você é uma viajante cultural. Viajar para você é como vivenciar obras que já leu ou histórias que já ouviu. Completamente fascinada por antiguidades e patrimônios culturais, você possui um olhar diferente e não vê apenas um monte de ruínas no Forum Romano ou na Acrópole de Atenas. Você gosta de aprender cada detalhe e absorver todo o conhecimento possível ao conhecer novos lugares, seja passando horas em museus ou galerias de arte, participando de convenções históricas ou contratando um guia para todos os dias. Seus destinos dos sonhos são lugares como a China, Roma, Egito, França ou Turquia. Veja o que o Steal The Look separou para você levar na mala aqui!

377603178166d2a3de26dd4f71921b96Beijos,

Luisa.

Istanbul Day 3 Viagem
28 ABRIL. 2014
33 COMENTÁRIOS

A Basílica de Santa Sofia, em turco, Aya Sofya, foi nossa primeira parada naquele dia. Enquanto Gonca nos apressava para não perdermos o carro que, mais tarde, nos levaria ao lado Asiático da cidade, fiquei perdida entre as luzes que adentravam a abóboda central do monumento, criando uma atmosfera mágica e indescritível. Era difícil acreditar que aquele grandioso símbolo turco fora erguido há mais de 1500 anos, quando Istambul era Constantinopla. Mais tarde, seria convertido em Mesquita, após a conquista de Istambul pelos Otomanos.

IMG_6290

Para mim, nenhum lugar representou Istambul tão bem como aquele. Impressionante a mistura de imagens, culturas e religiões… Ali, símbolos cristãos e muçulmanos decoravam, juntos, o “museu” mais incrível da história. A fé de povos diferentes, que há séculos batalharam, se transformou harmoniosamente em um verdadeiro espetáculo visual, e eu mal podia acreditar que estava ali.

IMG_6198day 3

IMG_6217

IMG_6243

IMG_6258

Bastante distraídas com a beleza mágica da Aya Sofya, tivemos que correr para encontrar o motorista que nos esperava. Mesmo assim, não resisti e tive que clicar um dos milhares de gatos da cidade, que descansava sem nenhuma preocupação na porta de uma loja qualquer.

IMG_6303

Processed with VSCOcam with c1 preset Processed with VSCOcam with f2 preset

IMG_6306

A próxima parada foi o suntuoso Palácio Beylerbyi, localizado às margens do Estreito de Bósforo. Simplesmente espetacular! Fiquei impressionada com a sua arquitetura externa, mas não imaginava que uma construção pudesse reunir tanta beleza e riqueza em seu interior. Já visitei Versailles, na França, e alguns outros palácios europeus, mas nada como o Beylerbeyi. Não pude fotografar lá dentro, só consegui um clique disfarçado de um dos salões principais, mas acho que o que mais me encantou foi a combinação do estilo barroco com o oriental, uma festa de cores e detalhes extraordinários.

day 31

Depois de algum tempo passeando pelo palácio, chegou a hora de navegar pelo Estreito de Bósforo, que liga o Mar Negro ao Mar de Mármara – a Ásia à Europa. Preferimos um barco particular, ao invés dos típicos cruzeiros e excursões. O preço é um pouco mais alto, mas paga pelo conforto e tranqüilidade do passeio, indispensável no roteiro de quem vai a Istambul.

IMG_6434

Do barco, curtimos o visual inconfundível da cidade: palácios, mesquitas, castelos e algumas das mansões mais caras do mundo. Lembro perfeitamente do momento em que Gonca nos indicou as direções: “Ao seu lado esquerdo está a Europa e, ao lado direito, a Ásia”…. Em nenhum outro lugar deste planeta eu poderia ouvir esta frase.

day 32

DCIM103GOPRO

IMG_6437

day 33IMG_6582

IMG_6608

IMG_6484

IMG_6507

IMG_6510

IMG_6565 cópia

O barco nos deixou à beira de Ortakoy, bairro cheio de lugares bacanas… Entre eles, o restaurante The House Cafe, onde tivemos um almoço delicioso!

day 34IMG_6667

IMG_6669

IMG_6702

Ali pertinho ficava o Çiragan Palace, que praticamente todo mundo já viu nas revistas e fotos de “hotéis mais incríveis do mundo”. Eu fui uma dessas pessoas e insisti para que o Palácio estivesse na programação do nosso dia, o que valeu – muito – a pena! O Çiragan foi construído no século XVI e, como vocês devem imaginar, reúne uma coleção de histórias dos sultões do passado. Foi a rede de hotéis Kempinski que restaurou o Palácio e, ao lado dele, construiu o hotel paradisíaco, que compõe a lista dos 100 melhores no planeta… Os restaurantes, jardins, paredes, escadarias, salões e piscinas do hotel parecem ter saído de um sonho!

IMG_6888

Nos despedindo da Gonca, nossa guia querida!

IMG_6726

IMG_6748

IMG_6765

IMG_6796

No final do roteiro, não consegui resistir ao cansaço e voltei para o hotel… O dia seguinte seria cheio de surpresas, que logo mais vocês irão descobrir! See you soon…

Istanbul Day 2 Viagem
23 ABRIL. 2014
45 COMENTÁRIOS

Fiquei super feliz ao ver que vocês, assim como eu, ficaram deslumbrados com a cidade de Istambul. E vejam só… A viagem está apenas começando! No segundo dia não contamos com a ajuda de Gonca para desbravar os pontos históricos, por isso escolhemos um programa que o mundo inteiro sabe fazer em um só idioma: compras! Percebi que os turcos fazem jus à fama de excepcionais comerciantes – e como! A arte de negociar vem de muitos anos, desde quando o estreito de Bósforo consagrava o início de um dos principais pontos de comércio da história.

Saindo do hotel, pegamos um taxi direto para o Bazar Egípcio, ou Bazar de Especiarias. Antes de adentrar os longos corredores do bazar, fomos convencidas pelo chamado dos minaretes a conhecer mais uma mesquita, a Yeni. Ficamos alguns minutos ali, na área reservada aos turistas, observando as orações daquele povo tão interessante… Todos curvados na direção de Meca: a cidade mais sagrada do mundo para os muçulmanos.

IMG_5801

IMG_5806

IMG_5800

IMG_5809

Mesmo que a temperatura não estivesse tão baixa, usei calça ou saia todos os dias. Não me sentiria bem saindo com roupas mais curtas, parecia destoar dos costumes do lugar, além de ser um problema na hora de entrar nas mesquitas! Já estreei minhas novas compras: blusa da Mango, casaco bem fininho H&M e colar de prata turco. O chapéu é do meu pai, que tem uma coleção… Todos inspirados no seu ídolo Indiana Jones!

IMG_5796

IMG_5798

Assim que entrei no Bazar de Especiarias, dois pensamentos foram instantâneos: confusão de gente e um cheiro delicioso de doces e temperos diferentes. O Spice Bazaar não é grande se comparado aos outros; tem apenas dois corredores e cerca de 100 lojas, o que de forma alguma o deixa menos interessante. Foi um dos lugares que eu mais amei… Fiquei envolvida pelo clima animado, comerciantes dedicados e o festival de cores, cheiros e sabores! Um passeio delicioso, para os olhos e, principalmente, para o paladar!

IMG_5814

Logo os vendedores da Bosphorus, primeira loja que entramos, chamaram a nossa atenção. Eles fazem de tudo para vender… Tentam adivinhar nosso país, conversam em Espanhol e até arranham o Português. Entrou, vai experimentar! Eles te oferecem uma overdose de temperos, especiarias, sementes, frutas secas, chás, castanhas e as famosas turkish delights… Deliciosas! Saímos dali com boa parte da mala já preenchida por comida!

IMG_5820 cópia

IMG_5821

istanbulIMG_5823

Mas não são apenas as especiarias turcas que encantam os visitantes do Bazar Egípcio! As famosas pashminas, acessórios e cerâmicas locais também lotam as vitrines… A variedade é surpreendente, mas minha vontade era de levar absolutamente tudo!

istanbul day 21IMG_5844

IMG_5857

IMG_5853

Depois de muitas horas dedicadas às compras e pechinchas (lá são quase obrigatórias nos bazares!), mais uma vez atravessamos a ponte de Gálata… Hoje era dia de assistir o lindo pôr do sol de lá e, depois de anoitecer, subir até o alto da torre que leva o mesmo nome. Se os pescadores incansáveis de Istambul permanecem dia e noite na parte de cima da ponte, sobre ela estão os restaurantes de frutos do mar e, é claro, os tradicionais sanduíches de peixe, BALIK (peixe) EKMEK (pão), famosos na culinária turca.

IMG_5868

IMG_5880

IMG_5874

IMG_5897

IMG_5898

IMG_5923

IMG_5942

IMG_5914

IMG_5937

IMG_5928

Desktop36 cópia

Logo depois de anoitecer, subimos até o topo da Torre de Gálata, uma das mais antigas e importantes do mundo, construída durante o Império Bizantino, por volta do ano 507. Já sofreu diversas desconstruções e reconstruções, mas continua linda… E a vista lá de cima, nem me atrevo a descrever. Melhor deixar as fotos falarem por mim…

IMG_5748

IMG_5967

Processed with VSCOcam with c1 preset

IMG_6017

 O clima a essa hora já estava super frio… Perfeito para um café aconchegante e muito chocolate quente!

IMG_5948

IMG_5955

Foi só chegar no hotel para a vontade de sair aparecer de novo! Nem trocamos de roupa para aproveitar a dica de uma leitora do blog, o restaurante Babylonia, na deliciosa Akbiyik Caddesi, cheia de muitos outros lugares incríveis.

IMG_6041

Não podia faltar “fried calamari” em todas as refeições! Essa, sem dúvidas, foi a mais gostosa de toda a viagem!

istanbul day 22

Depois do jantar, experimentamos o Narguilé, que todo mundo fuma por lá. A essência era bem gostosa, de maça, e nos divertimos muito com as fotos tentando fazer fumaça!

IMG_6162 cópiaistanbul day 23

IMG_6184

See you soon, in Istanbul! 

Istanbul Day 1 Cultura
22 ABRIL. 2014
53 COMENTÁRIOS

Chegou a hora de mostrar a vocês tudo sobre os 5 dias que passei em Istambul, o mais interessante dos meus destinos. A cidade turca está dividida em dois continentes e preserva na Europa seu lado histórico em perfeita harmonia com as construções modernas e atuais do lado asiático. Fui embora de Istambul pensando em toda a mistura de costumes, cores e sons da cidade… Percebi porque a chamam de “The Timeless City” – “A cidade eterna!”. É mágico observar o encontro do ocidente com o oriente, o surgimento da modernidade e os tesouros históricos estampados em cada canto de um lugar que transborda cultura. Em poucas horas eu já estava completamente apaixonada.

Se for contar tudo de uma vez para vocês, certamente vou me perder nos milhares de detalhes desta viagem, por isso vou começar com o nosso primeiro dia: lindo, ensolarado e cheio de descobertas!

IMG_5447 cópia

O dia começou cedo, já que o plano era visitar 3 tesouros da cidade: a Mesquita Azul, o Palácio Topkapi e as Cisternas. Se não fosse pela incrível ajuda da nossa guia, Gonca Kaya, com certeza não teríamos um passeio tão completo. Gonca nos mostrou toda a área de Sultanahmet, a “cidade velha”, onde estão muitas das principais atrações históricas de Istambul. Enquanto andávamos pela praça ela nos contava sobre os mais de 1500 anos de alguns dos monumentos ali expostos. A primeira parada foi estratégica: se quiser morrer de amores por Istambul, vá a Mesquita Azul!

IMG_5395

istanbul day 1

IMG_5438

IMG_5450

IMG_5270

Antes de conhecer o interior da mesquita, nos preparamos para tirar os sapatos e cobrir qualquer parte do corpo que estivesse exposta. Me planejei para usar um vestido longo e dispensar os modelos não tão bonitos oferecidos por eles aos turistas desavisados. Assim que entrei na Blue Mosque, minha reação foi idêntica a de todas as outras pessoas que me acompanhavam… Olhei para cima e suspirei, maravilhada! Tive certeza de que aquela era uma das visões mais bonitas de toda a minha vida. A mistura de tons, o azul predominante, os lustres baixos e a distância de quase 50 metros da cúpula eram surpreendentemente lindos.

IMG_5351 cópia

Processed with VSCOcam with c1 preset Processed with VSCOcam with g3 presetistanbul day 13

IMG_5321

IMG_5279

IMG_5370 cópia

Saindo da Mesquita Azul, encontramos um dos infinitos mercados e bazares da cidade. Como o momento não era de compras, tive que me segurar para não gastar algumas horas ali.

IMG_5394istanbul day 18

Logo depois foi a hora de conhecer o palácio de Topkapi, residência dos sultões por 3 séculos. Visitamos as várias salas de exposição com uma infinidade de jóias, tronos, e outros artigos dos sultões, recheados de pedras preciosas; entre elas, um diamante de 86 quilates: surreal! Algumas salas eram também reservadas a preservação de objetos sagrados para os muçulmanos, como a marca do pé do profeta Maomé. A arquitetura do Palácio foi uma das mais lindas que já vi. É incrível a mistura do estilo clássico Europeu com os inconfundíveis tons e formas do oriente…

istanbul day 12

IMG_5479

IMG_5501

Ah, nunca vi uma cidade com tantos cães e gatos nas ruas, todos lindos e bem cuidados, por sinal! Sempre parávamos para fazer carinho, isso quando eles não se aproximavam por conta própria para pedir um pouco de comida. É lindo ver o cuidado dos turistas e do povo com os animais… Nenhum deles estava abandonado.

IMG_5584

IMG_5604

IMG_5607

Já estávamos com muita fome quando chegou a hora do almoço. Como era a segunda vez da minha tia na cidade, ela nos indicou um restaurante maravilhoso ali pertinho, o Khorasani! Não tenho palavras para descrever os sabores da culinária Turca… Sei que nestes 5 dias todo almoço e jantar era um banquete com as entradas e pratos típicos da região: pão pita, iogurte, baklava, kebab, pilaf de arroz e homus, muito homus!

istanbul day 14

IMG_5614

Desktop35 cópia

IMG_5609

O restaurante ficava pertinho das Cisternas, última parada histórica do dia. Antes de viajar, li a obra Inferno, do Dan Brown, cuja história se passa em Florença e em Istambul; na cisternas, inclusive. Assim que cheguei lá só conseguia pensar no livro, em como ele descrevera o lugar, em como eu o imaginava e o que de fato eu estava vendo naquele momento. A antiga reserva de água da cidade era agora visita obrigatória a todos os que passavam pela cidade, além de palco para alguns espetáculos patrocinados e festas de grandes empresas e corporações.

IMG_5633

IMG_5664

Quando deixamos a escuridão da Cisterna o sol já estava baixinho e a luz mais bonita do dia refletia nas mesquitas e em seus minaretes, que pareciam tocar o céu. Ainda nos restava o entardecer e a noite: disposição era a única coisa que não podia faltar!

IMG_5608

istanbul day 15IMG_5671

Era hora de curtir uma outra parte de Istambul… Deixamos a cidade velha e fomos de trem até o outro lado da ponte, para perto da torre de Gálata. De funicular, subimos até o alto da Istiklal Caddesi, a avenida Istiklal. Ela está entre as mais famosas de Istambul e tem lojas para todos os gostos: desde as grandes Zara, Topshop, Sephora, até as pequenas lojas de artesanato, jóias e outros produtos turcos. A quantidade de gente é impressionante! Em alguns fins de semana chegam a passar três milhões de pessoas por ali.

É claro que fiz minha parada obrigatória na Topshop, mas desta vez ela não foi o foco principal… Estava empolgada para ver de perto os produtos típicos da Turquia, principalmente os sabonetes e toalhas usados no banho turco, o Hamam. No dia anterior, data da nossa chegada, eu já havia experimentado o Hamam na famosa casa de banhos Cemberlitas Hamami, que abriu as portas em 1584. Lá é proibido tirar fotos, mas preciso dizer que foi uma experiência super diferente… As atendentes te levam até a sala quente e ali você parece ter voltado centenas de anos no tempo. Elas nos esfoliam, enxáguam, massageiam e você pode ver toda aquela pele antiga saindo do corpo. Incluímos no pacote uma massagem com óleo depois do banho: divina! Estava tão relaxada quando sai de lá que fiquei ansiosa para comprar todos os produtos usados no banho!

IMG_5736

Já era quase uma da manhã quando chegamos ao fim da avenida, mas todas as energias foram recompostas quando começamos a atravessar a ponte de Gálata: não sabia se Istambul era mais linda a noite ou de dia!

IMG_5753

IMG_5768istanbul day 16

E assim acabou o primeiro dia da viagem! Tudo é tão maravilhoso que não sentimos nenhuma vontade de voltar para casa, mas um desejo insaciável de descobrir todos os segredos de uma cidade que, não por acaso, é eterna. Ali, Istambul já ganhara o meu coração.

See you soon!

Ps: Quem estiver de viagem marcada para Istambul “precisa” marcar um dia com a nossa guia Gonca! Ela fala português, é um amor e multiplicou o proveito da viagem! O insta dela: @speedygon1968.

Fashion Talk – A Origem da Moda Cultura
12 MARçO. 2014
5 COMENTÁRIOS

Antes de começarmos a pensar no momento em que a moda de fato surgiu neste mundo, vale lembrar do real significado da palavra. Moda provém do latim modus e puramente significa costume. Mais especificamente, no dicionário, é um costume passageiro que estabelece a maneira de se vestir em um determinado momento. Logo, a moda é também a manifestação cultural de um período específico, que expressa os valores da sociedade, seus respectivos usos, hábitos e costumes.

Já parou para pensar por que o estilo “hippie” surgiu no final da década de 60, início dos anos 70? Quem conhece a história, sabe que foi uma época de intensas transformações e mudanças, por isso o objetivo da moda era chocar as pessoas. Tudo era aceitável, desde que fosse diferente. Enquanto acontecia a guerra do Vietnã, os hippies defendiam o amor livre e a não-violência, usando suas roupas coloridas, túnicas, batas, vestidos longos e floridos também como forma de protesto. A moda girava em torno do Flower Power.

Assim como os anos 70, muitas outras décadas têm seus valores sociológicos reconhecidos pelas roupas então usadas. Se pensarmos desta forma, fica claro que a moda é a uma das maiores formas de expressão que existem. Ela reflete os desejos e vontades das pessoas.

f4c5ff734797f6b25b22cc14441e7394

Mas, como se deve imaginar, nem sempre a moda encontrou seu papel mais importante nas expressões artísticas e manifestações sociais. Lá no início, no começo de tudo, a moda surgiu como sinônimo de diferenciação de classes. A partir da Idade Média, na época do Renascimento Europeu, as roupas se diferenciavam seguindo um padrão que aumentava de acordo com a classe social. Acredita que existiam até leis restringindo certos tecidos e cores somente aos nobres?

004-frz-judenfleck-judenhut-u-judenkleidung

Quando soube disso, não pude evitar uma comparação com os nossos dias. De certa forma, a moda segrega e torna-se uma imitação das classes elevadas pelas classes baixas. Tudo isso em função da busca por status, um conceito tão instável e superficial. Não é a toa que os preços de marcas luxuosas são extremamente altos. O objetivo é selecionar, tornar exclusivo, inatingível. E se a massa imita ou cria algo parecido, as grandes marcas precisam imediatamente criar algo novo que, novamente, será desejado e inalcançável para a maioria. Essa moda nunca foi e nunca será para todos.

2 cópia

De volta à parte histórica, foi a Revolução Industrial no século XVIII que permitiu a democratização da moda. Com a invenção da máquina de costura, o custo dos tecidos diminuiu e a população desprovida de recursos teve acesso à roupas melhores.

primeiras-maquinas-de-costuras

Aliada à confecção industrial, surgiu a Alta Costura, que mais se assemelha a moda como a conhecemos. A partir de então, as criações eram exclusivas, surgiu o lançamento de tendências pelos grandes estilistas e suas maisons, o costureiro virou artista e a apresentação dos modelos, espetáculos!

Mas foi só em 1949 que surgiu o prêt-à-porter (pronto para usar). Este novo jeito de fazer moda era economicamente mais acessível, pois as roupas eram produzidas industrialmente, em massa, seguindo as tendências da época. Era enfim, consolidada, a “moda democrática”.

Deste então a moda sofreu inúmeras influências, passando por diversos períodos socioculturais. Cabe a nós pensar qual o papel que ela exerce atualmente… Seria o de manifestação artística ou distinção social?

Para mim, a moda sempre será arte. Sempre será a maneira mais charmosa de usar a sua voz, refletir seus desejos e contar as suas histórias. É como escrever um livro e fazer das roupas as suas palavras. Esqueça a distinção de classes, os grupos sociais, as grandes grifes e as tendências instituídas. A moda que eu admiro é cheia de vida… Individualiza, não neutraliza!

E para você, a moda é o que?

7864e1df8341a2f0302b0d59094c7f0f