ask me anything: A marca Luisa Meirelles Dicas
23 JUNHO. 2016
8 COMENTÁRIOS

Queria compartilhar um vídeo novo com vocês e gravei respostas às perguntas mais frequentes sobre a marca! Elas envolvem a minha rotina, algumas dificuldades, certas partes mais específicas do processo de criação e produção de uma coleção de moda, etc. Tenho certeza de que a minha experiência ainda é pequena comparada ao vasto mundo de marcas e empreendimentos deste ramo, mas sempre me sinto – muito – feliz em compartilhar algo com vocês. Espero que gostem!

Beijos,

Luisa.

MBA em Marketing Cultura
28 ABRIL. 2016
2 COMENTÁRIOS

Há um período, logo após a nossa formatura, em que sentimos um alívio incrível ao pensar que “não precisamos mais estudar”. O fim das obrigações escolares, da rotina de estudos e da faculdade parece nos satisfazer por completo… Por pouco tempo. Eu sempre fui muito interessada por tudo o que me acrescenta. Sabe aquela vontade boa de não parar de conhecer nunca? Ela vive me instigando.

Sonhava com uma vida profissional completa, listas enormes de tarefas e o meu próprio horário de trabalho. Percebi que de nada adianta ter tudo isso, sem estimular e organizar a minha mente. Senti falta de estudar. Parar de trabalhar, nem que seja só por algumas horas, para adquirir conhecimento, entender novos conceitos e trocar a lista “do que fazer” pelo caderno “do que aprendi”.

fgv-6

Foi aí que comecei a buscar cursos aqui em Vitória, e conheci o MBA em Marketing da FGV, realizado em Vitória pela M.Murad. Apesar de ter cursado Direito, acho que já disse inúmeras vezes o quanto esta área me fascina. Depois de ler o programa do curso, tive certeza de que iria acrescentar muito ao meu trabalho. Eu posso ser criativa, pensar em milhares de idéias mas, sem pensar e agir estrategicamente, dificilmente conseguirei obter resultados.

E isso acontece muito, principalmente com novos empreendedores. Estamos sempre tão empolgados, ansiosos e multi-atarefados que dificilmente paramos para estruturar um plano de estratégia, bolar um calendário de ações com antecedência e até mesmo estudar se tal ação tão incrível é de fato viável na prática. A gente acaba fazendo muito e pensando pouco, sabe?

fgv-23

A pós-graduação, principalmente quando escolhida com cuidado especial para as suas necessidades, enriquece muito o currículo e representa uma experiência de peso na vida de qualquer pessoa. Os desafios constantes em nossas vidas e carreiras é que nos motivam a aprender mais. Uma hora a gente sente que precisa voltar aos estudos, adquirir novas competências e se atualizar. Pensar em soluções novas, abrir a cabeça e aplicar o conhecimento em nossa rotina.

Outro ponto positivo da pós-graduação e que motivou a minha inscrição no curso é o horário: são duas aulas por semana, a cada 15 dias. Bem tranquilo de conciliar com a correria do trabalho!

Confesso que estou ansiosa para o início das aulas. Tenho certeza de que elas trarão mudanças muito positivas na minha vida profissional! Sem falar que é impossível não gostar de estudar o que a gente já ama e se identifica.

Caso você tenha se interessado, ainda dá tempo de se matricular nos cursos de Pós-Graduação da FGV. Quem sabe a gente não se vê por lá?

Beijos,

Luisa.

Disney Songs Dicas
25 NOVEMBRO. 2015
5 COMENTÁRIOS

Acho melhor avisar que, se você não é um pouco obcecado pela Disney, esse post pode ser bem chato. Porém, se você é das minhas (disney freaks) com certeza vai viver momentos deliciosos e provavelmente bastante nostálgicos também.

Acabei de descobrir no Spotify uma playlist inteira com músicas clássicas da Disney regravadas por artistas da atualidade. Sim, tipo Ne-Yo, Gwen Stefani ou Jason Deluro cantando o que a gente (e provavelmente eles também) ouviu durante toda a infância. Para ficar mais divertido, vou colocar o vídeo da música original e depois um player com a mesma regravada. Duvido que amanhã você não vai estar cantando no carro:

O Rei Leão e Jason Deluro: Can You Feel The Love Tonight

O Rei Leão foi o início da Disney para mim. Simba e Nala eram o símbolo da perfeição. E quem não aprendeu sobre o ciclo da vida com Mufasa? Ou cantou Hakuna Matata no coro com os amigos? Essa é uma das músicas mais lindas do filme e, com todo respeito a Sir Elton John, Jason Deluro mandou super bem também.

Can-You-Feel-the-Love-Tonight-simba-and-nala-37106775-1920-1080

 

A Pequena Sereia e Jessie J: Part of Your World

Confesso que até hoje sou um pouco frustada por ter perdido a oportunidade de ser a filha da Ariel, mas isso não diminuiu o meu amor pela princesa mais charmosa de todas. Ah, e essa música em especial eu prefiro (muito!) na versão em português.

part_of_your_world_part_4_by_chausseeca-d6tikv1

 

Pocahontas e Tori Kelly: Colors Of The Wind

Essa é, na minha opinião, a música mais linda que a Disney já fez. E na versão nova ficou surreal. Presta atenção na letra, é uma mensagem de amor à natureza que toda humanidade deveria ouvir.

maxresdefault

 

Alice no País das Maravilhas e Jhene Aiko – In a World of My Own

Eu nem amava tanto a Alice assim, achava o filme um pouco louco (até hoje, talvez) e perdido, mas essa música ficou sensacional na voz de Jhene Aiko.

8-Alice-in-Wonderland-quotes

 

Aladdin e Ne-Yo – Friend Like Me 

Ter um Gênio já seria demais, e com a voz do Ne-Yo, então… Melhor você ouvir, rs!

maxresdefault-1

 

E ai, quando a gente marca um karaokê só da Disney? Acho que vou fazer a minha próxima festa de aniversário assim… Tomara que apareça alguém, rs!

Mil beijos,

Luisa.

you always have a choice Dicas
07 OUTUBRO. 2015
20 COMENTÁRIOS

Ontem eu tive o enorme prazer de ver meu nome na lista dos aprovados na OAB. Apesar de não ter sido a mais emocionante das conquistas, foi impossível não sentir alegria por mais uma etapa cumprida: “Ok, agora eu não preciso mais pensar nisso (e nem passar horas grifando legislações trabalhistas – isso realmente me deixou muito feliz, rs!)”. E desde então tenho pensado nisso… Na minha escolha de não seguir a carreira jurídica, e na felicidade que senti ao me intitular “advogada”, mesmo sabendo que talvez nunca vá redigir ou assinar uma peça processual na vida.

Eu fiz uma escolha, e não foi a mais fácil. É maravilhoso, eu sei, ter a oportunidade de escolher. Mas por incrível que pareça, também pode ser um pouco perturbador, ou até paralisante. Vamos supor que a vida inteira eu tenha sonhado com uma carreira na advocacia, me dedicando à este sonho todos os dias. Passar no exame da ordem seria extraordinário, e certamente iria garantir uma satisfação constante, até que um novo obstáculo a ser superado surgisse. Mas sinto apenas conforto.

9d76efe1916c89931e36a6a6786bf2f0

Eu nunca soube o que iria fazer. Meus pais sempre me encorajaram dizendo que “eu poderia ser o que quisesse” e, nossa, isso pode ser realmente assustador. Imagine se você tivesse que escolher agora, entre as milhares de profissões do mundo, só uma para chamar de sua? Mesmo que você escolha uma pela qual sempre foi apaixonado, a inúmera quantidade de opções deixadas de lado, em algum momento vai lhe trazer certa dúvida.

Ah, essa vida cheia de escolhas. Seria muito mais fácil se todo mundo já nascesse pré-determinado a seguir um caminho: objetivos pontuais, conquistas certeiras, metas e planejamentos a todo tempo. Mas esse mundo lutou muito pela liberdade e, apesar de ser um pouco mais complicado, vale a pena tentar. Sim, tentar. Eu não sabia que seria empresária. Há um ano atrás, era “só” blogueira. Hoje estou tentando consolidar a minha marca, e fazê-la crescer até certo ponto em que eu possa reconhecer: “fiz a escolha certa”. E, quer saber? Nem vou esperar até lá.

Prefiro pensar que a minha escolha foi certa só por ter sido feita. Que, diante do leque de opções e profissões ao qual somos expostos, ter a coragem e a determinação de escolher – e se dedicar a uma, já é uma conquista. É como se ver diante de uma vitrine com centenas de sabores de sorvete e escolher provar o de chocolate pensando que o de limão deve ser muito bom também. Todos são bons, na verdade. Escolhas e caminhos sempre têm seus prós e contras, suas mil possibilidades. E são todas válidas… Mesmo que em certo momento você perceba que fez a escolha errada, no fim das contas foi  ela quem te mostrou qual era a certa.

9d2df46cbca8e4a2365ddb1aa8cdaf30

Eu sei o quanto é assustador, ter que decidir. Mas é um privilégio não precisar que alguém escolha por nós. Ser livre também é ser corajoso. Então, mesmo que você não tenha tanta certeza… Mesmo que, na balança, os caminhos diferentes se equilibrem… E mesmo que, no fundo, você não saiba o que fazer, faça alguma coisa. Não seja só o que acontece com você. Não fique parado com medo das inúmeras possibilidades, assistindo a vida acontecer.  E, quando for escolher, faça com paixão. Aí sempre vai valer a pena.

Mil beijos,

Luisa.

TCC: Moda x Sociedade de Consumo Cultura
22 JULHO. 2015
22 COMENTÁRIOS

Hoje vou contar a vocês um pouco sobre a minha monografia. Prefiro contar, mesmo, do que só compartilhar aqui o texto completo em pdf e nas normas da ABNT. Acho que todos concordamos que estas formalidades não são lá as mais interessantes. Apesar de ter cursado Direito, nunca me senti muito empolgada com legislações, jurisprudências e discussões jurídicas, no geral. Tive a sorte de escolher o meu tema a partir da sociologia – essa sim, me fascina.

Falei de moda e da sua relação com a sociedade de consumo, um tema que permite inúmeras abordagens, apesar de não ser dos mais presentes nas pesquisas acadêmicas. Comecei o trabalho afirmando que, ao caracterizar a sociedade contemporânea, não encontramos termo mais adequado do que “Sociedade de Consumo”. Não falo do consumo natural e saudável, mas de sua dimensão ostentatória e exagerada – um sistema de reciclagens e circularidade vazia.

dde1762e0e2116d3fc10b6ea0c38dffd

Neste contexto, a moda se insere como eixo normativo, ou expressão máxima do consumo. Ela estabelece vínculos entre o mercado e a sociedade, determinando os produtos que representam a suposta satisfação dos desejos pessoais, sucesso e felicidade do consumidor.

Como diria Baudrillard, grande responsável pela base teórica do meu trabalho, não consumimos coisas, mas “signos” – associações simbólicas da mercadoria. Em outras palavras, não consumimos um casaco pela utilidade que o mesmo nos oferece, qual seja, nos proteger do frio, mas pela marca que possui, pelo status que ele representa ou pela felicidade que supostamente nos proporciona. Nas palavras do mesmo autor, a moda “[…] constitui o desespero de que nada dure.” – ela retira o interesse do que não é novo – você precisa se reciclar sempre.

Falando de Bauman, outro teórico que muito me ensinou sobre o tema, a perseguição pela felicidade parece ser o bem mais valioso da sociedade de consumo. Com a economia voraz e o ritmo acelerado com que os produtos entram e saem de moda, a insatisfação é contínua. A gente sempre precisa ficar um pouco mais feliz, “comprando algo novo”. Vive-se a era do prazer efêmero.

f7082142f9846d2456fd5cd81f5f0826

Já Bourdieu, ao estudar a Alta Costura, constata que o termo “grife” funciona como a assinatura de um pintor consagrado, que atribui valor imediato à um produto. Não por sua funcionalidade ou pela riqueza de seus materiais, mas pelo símbolo de status e poder que representa.

De modo a relacionar as reflexões destes autores à realidade em que vivemos, fiz uma pesquisa acadêmica a respeito do tema. Apesar de não ser possível trabalhar com generalizações, os dados obtidos a partir do questionário (disponibilizado aqui no site, rs!) mostram que diversas posições dos autores estudados durante o trabalho são verdades na atualidade. 

São muitas as mulheres que desejam uma peça não em razão de suas características materiais, mas pela imagem da mulher/modelo perfeita e padronizada à qual ela está associada. As tendências de moda incentivam o desejo pelo consumo sempre que surge uma novidade no mercado: tudo tem data de validade afixada.

Na minha opinião, a parte mais interessante do trabalho é aquela em que faço uma relação da entrevista realizada com modelos aos pensamentos dos teóricos da sociedade de consumo. Percebe-se que a própria modelo se sente como um produto também, e deve se comportar de acordo com as exigências dos padrões de moda. Como uma delas afirmou, muitas meninas acabam por exercer o papel de personagens ao invés de agirem de acordo com a própria personalidade (Agradecimentos muito especiais à todas as meninas que me ajudaram com esta pesquisa. Não seria possível concluir o trabalho sem a participação de vocês.).

Sei que as conclusões do trabalho são bastante pessimistas em relação à moda, e não constituem a minha opinião pessoal. Tenho certeza de que esta é uma realidade, mas acredito que a moda, como fenômeno que nos acompanha à tantos séculos não pode se resumir apenas à uma ferramenta da sociedade de consumo. Acredito na moda como forma de expressão social e cultural das pessoas, em épocas diferentes. Acredito no consumo de moda saudável, na reciclagem das peças de nosso próprio guarda-roupas, e nas criações de artistas que possuem o talento de traduzir personalidade em roupa.

Se você curtiu o tema e quer se aprofundar ainda mais nele, pode conferir o meu trabalho completo neste link. Eu amo (sempre que posso) dividir o que me interessa com vocês. Não seria diferente desta vez!

Aguardo muitos comentários, opiniões, críticas ou o que quer que vocês desejem expressar.

Saudades!

Beijos,

Luisa.

Pandora – Coleção Tropicana Dicas
19 JUNHO. 2015
4 COMENTÁRIOS

Já contei a vocês que, para mim, a parte mais encantadora das jóias Pandora são as lembranças que elas sempre trazem à tona. A coleção Tropicana é especial por isso. Imagine viver de novo aquelas férias inesquecíveis no seu paraíso tropical preferido… Palmeiras, ar quente, sol, água e sal do mar. Delícia, né? A Tropicana é toda assim.

IMG_2753 680

As cores predominantes na coleção são o azul e o verde, nos tons claros e escuros. Bem da cor do céu e do mar! Olha que lindo os braceletes de couro combinando com os charms:

IMG_2756

Golfinho e tartaruga… Fofos e irresistíveis!

IMG_2758

IMG_2747

Sou suspeita para falar deste pingente de orquídea com o bracelete de ouro. Acho que nunca vi uma peça tão delicada e sofisticada… Maravilhoso!

IMG_2761680

IMG_2766

IMG_2745

IMG_2744

Os anéis da coleção também são incríveis. Me apaixonei por este de prata que reproduz uma folha de palmeira, emoldurada em pedras brilhantes. Não conheço um jeito mais charmoso de manter as lembranças do paraíso tropical sempre com você.

IMG_2739 680

IMG_2742

IMG_2778

IMG_2772

Demais, né? Passa lá no site da Pandora para escolher o que tem mais a ver com você! Além do site, você pode encontrar todas as peças na loja da Pandora, no shopping Vila Velha aqui no ES (Avenida Luciano das Neves, 2418), onde eu fotografei tudo. O importante é trazer de volta as férias tropicais mais deliciosas da sua vida!

Beijos,

Luisa.